Nesta quinta-feira (04.novembro.2021), a empresa de pagamentos PagSeguro (pertencente ao grupo UOL/Folha de São Paulo), chegou a sofrer supostos dados vazados de seus respectivos clientes. Tais informações, segundo reportagem do site TecMundo, atingiu a uma soma que ultrapassa a marca de um milhão de pessoas cadastradas.

Ainda de acordo com a publicação, um usuário identificou que o crime cibernético partiu por meio de elementos capturados pela empresa WireCard, da qual foi adquirida por parte da PagSeguro no ano passado (2020), com ênfase no processamento de pagamentos eletrônicos utilizando-se da cibersegurança.

Ao todo, a postagem afirma que a PagSeguro possui atualmente sete milhões de usuários utilizando seus serviços. Infelizmente, devido o ocorrido, muitos dos consumidores do sistema tiveram seus nomes completos, endereços físicos, telefones e dados de RG e CPF capturados pelos hackers.

Por se tratar de um assunto bastante sério e de cunho sensível, a empresa fez um comunicado explicando a falha constatada.

Especialistas neste setor acreditam que a invasão pode ter sido ocasionada devido a problemas de criptografia. Eles citam que nos leaks (testes de segurança), alguns fatores de proteção de senhas foram expostos, facilitando assim o ataque malicioso, ou seja, violando o seu correto funcionamento.

Agora, cientes disso, resta a cada um dos prejudicados alterar suas senhas o mais urgente possível e, se preferir, adentrar com o suporte técnico especializado da empresa.

Era isto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *