,

TUDO SOBRE O LICENCIAMENTO E ESTRATÉGIA DE MARCAS. VOCÊ JÁ SABIA SOBRE?

Você sabia que algumas empresas possuem a percepção errada de certos aspectos do licenciamento, tanto quando licenciadoras?

Primeiro vamos entender o que é o licenciamento ou licensing.

É a concessão de direitos de uso de uma determinada propriedade intelectual ou propriedade industrial para terceiros com objetivos de agregar valor ao produto, serviço ou comunicação da empresa licenciada. Tornar-se um licenciador de sucesso não é tão simples assim. Não será qualquer marca ou personagem que obterá o sucesso no processo de licenciamento.

Podem ser licenciados personagem,imagens de personalidades famosas, obras artísticas e diversos tipos de marcas, como as corporativas, moda, clubes esportivos, programas de tv, filmes de cinema e ONGs.

A grande vantagem que facilmente é percebida nesse processo para o licenciamento é que instantaneamente o reconhecimento e valorização do público torna-se mais valorizado. Já para os que são detentores dos direitos da propriedade intelectual, as vantagens incluem a geração de receita adicional, facilidade e rapidez a explorar diferentes segmentos e regiões. É muito importante a seleção criteriosa de empresas licenciadas. Por outro lado, ao adquirir os direitos de uso de uma propriedade não se deve considerar que a principal vantagem é a economia em esforços profissionais.

O que se economiza é o processo de construção e fortalecimento da marca, um trabalho difícil, demorado e dispendioso.A comunicação a qual apoia esse processo não visa o curto prazo, mas sim uma a manutenção de uma percepção a longo prazo. Para que você consiga divulgar o produto com a marca licenciada e incentivar a demanda é necessário a publicidade promocional. Lembre-se que as ações de promoção de vendas visam em objetivos de curto prazo e não devem ser confundidas com comunicação de marca.

Escolhendo uma propriedade, o licenciado deverá verificar o sucesso do personagem ou marca que está considerando. Deverá também distinguir se é um personagem clássico, a qual o reconhecimento dura muito tempo ou se é apenas uma “onda”, moda passageira, mas que poderá gerar boas vendas a serem utilizadas no período correto. Existem algumas etapas que são necessárias na administração a qual a empresa utiliza suas linhas de produtos. No caso utilizamos a sigla SAP.

Segmentação –  o público total da empresa deverá ser analisado quanto aos seus aspectos decisivos em comportamento de compra. Podem ser hábitos e atitudes, valores e desejos, caso tenha muitas diferenças o que é comum, deve-se dividir o público em grupos menores com as características mais homogêneas.

Alvo ( escolha do público) –  definições as quais grupos se pretende atender, normalmente selecionados de acordo com o potencial de rentabilidade, cada um possui um grupo ou segmento a qual deverá ter uma solução ou linha específica.

Posicionamento –  as diferentes linhas de produtos devem ser desenvolvidas e claramente identificadas, não apenas nas características, mas em suas qualidades subjetivas como por exemplo as ações simbólicas. Afinal se cada linha de produtos tem promessas diferentes, significados e associações devem ter marcas também diferentes, o processo de associar cada marca a valores e ideias específicas é o que chamamos posicionamento.

Assim, o licenciamento poderá ajudar e muito na administração de marcas de uma empresa, mesmo que ela seja detentora de uma marca forte. Lembre-se: as linhas que possuem conceitos diferentes da marca da empresa poderão ser bem sucedidas quando associadas a uma marca compatível. Assim a empresa evitará possíveis conflitos de percepções entre diferentes grupos de clientes e evitam o enfraquecimento de sua própria marca.

Espero que tenha ajudado a entender um pouco mais sobre o Licenciamento de marca. Mas se ficou ainda alguma dúvida CLICA AQUI e fala comigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.